Regularização ambiental de imóveis rurais foi discutida em Valença

Criado em 23 Setembro 2014 Escrito por Cecom / MP Categoria: Recentes
Imprimir

Para debater a legislação ambiental e esclarecer os proprietários rurais em relação às obrigações legais relativas à manutenção das áreas de preservação permanente, à reserva legal e à inscrição no cadastro ambiental rural, previstas no Código Florestal, foi realizado na última semana, em Valença, o “Fórum de Regularização Ambiental de Imóveis Rurais - Aspectos Jurídicos e Experiências”. O evento, que contou com a participação de proprietários rurais, técnicos das Secretarias Municipais de Meio Ambiente e representantes de organizações não governamentais, foi promovido pelo Ministério Público, por meio da Promotoria de Justiça Regional Especializada em Meio Ambiente da Costa do Dendê, com o apoio do Núcleo Mata Atlântica (Numa), do Centro de Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf) e da Fundação José Silveira.

 

Lançada em Itanhém a segunda edição do jornal ‘Eco Kids’

Criado em 04 Setembro 2014 Escrito por Cecom / MP Categoria: Recentes
Imprimir

Foi lançada na manhã de hoje, dia 4, no município de Itanhém, a segunda edição do jornal ‘Eco Kids’. Durante o evento de lançamento, realizado na Escola Municipal Nova Brasília, unidade de ensino responsável pelo jornal, alunos do ensino fundamental fizeram um desfile com roupas de materiais recicláveis e declamaram poesia, caracterizados de animais. Os estudantes autores dos trabalhos publicados no jornal e a coordenadora pedagógica responsável receberam certificado pela participação no projeto, que foi elogiada pelo promotor de Justiça Fábio Corrêa. “O projeto foi coroado com uma linda apresentação dos alunos, que contribuiu para a formação da consciência ambiental de todos os presentes”, disse.

 

Com 0,01% do PIB, Brasil preservaria Mata Atlântica

Criado em 29 Agosto 2014 Escrito por Ambiente Brasil / UOL Categoria: Recentes
Imprimir

O Brasil conseguiria preservar a Mata Atlântica investindo apenas 0,01% do seu PIB (Produto Interno Bruto), garante um estudo feito por cientistas e relatado à revista Science nesta quinta-feira (28). Os pesquisadores afirmam que US$ 198 milhões por ano (o equivalente a cerca de R$ 443 milhões) seriam suficientes para conservar a maioria das espécies e preservar muitos dos benefícios que vêm do ecossistema da floresta, tais como controle de pragas e polinização.

A quantia equivale a apenas 6,5% do que o Brasil já investe em subsídios agrícolas e menos de 0,01% PIB anual do país.

A Mata Atlântica é um dos mais importantes e ameaçados ecossistemas do mundo, contendo mais de 1.000 espécies de plantas e mais exemplares de aves que toda a Europa. Situada ao longo da costa atlântica do Brasil, já cobriu uma área de aproximadamente 1,5 milhão de quilômetros quadrados. Devido ao desmatamento, hoje tem apenas 160 mil quilômetros quadrados.

 

Adequação ambiental de assentamento de reforma agrária é discutida em Mucuri

Criado em 14 Agosto 2014 Escrito por Cecom / MP Categoria: Recentes
Imprimir

A adequação ambiental de assentamento de reforma agrária foi discutida em reunião promovida Ministério Público estadual no município de Mucuri, no último mês de julho. A reunião foi articulada pela Promotoria de Justiça Regional Ambiental de Teixeira de Freitas para instruir inquérito civil que apura degradações ambientais ocorridas no Assentamento Paulo Freire, localizado em Mucuri. Representantes do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), da coordenação regional do Movimento dos Sem Terra (MST), da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA) e da Secretaria Municipal do Meio Ambiente participaram do encontro, em que o promotor de Justiça Fábio Fernandes Corrêa fez uma exposição sobre o Novo Código Florestal e suas particularidades frente aos assentamentos de reforma agrária.

 

Cientistas consideram extintas 3 espécies de aves nativas do Brasil

Criado em 26 Agosto 2014 Escrito por Ambiente Brasil / Terra Categoria: Recentes
Imprimir

Três espécies de aves nativas do Brasil foram consideradas extintas depois de vários anos sem registros em nenhum lugar do país, informaram nesta segunda-feira fontes científicas.

As três espécies são o caburé-de-pernambuco (Glaucidium mooreorum), o gritador-do-nordeste (Cichlocolaptes mazarbarnetti) e o limpa-folha-do-nordeste (Philydor novaesi), que tinham como habitat a Mata Atlântica da região nordeste do país.

De acordo com estudos realizados pela Universidade de São Paulo (USP), com apoio da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, não existem registros dessas três aves nos últimos anos, o que faz com que elas possam ser consideradas extintas.

No caso do caburé-de-pernambuco, uma pequena espécie de coruja, o último registro oficial que existe é um “canto gravado em 1990″, segundo a nota divulgada hoje pelas instituições responsáveis pela pesquisa.

As outras duas aves também não foram avistadas nos últimos dez anos e, por isso, presume-se que estão extintas, disse o cientista Luis Fábio Silveira, da USP.

 

Moradores de Mussurunga II denunciam desmatamento irregular

Criado em 12 Agosto 2014 Escrito por Tribuna da Bahia Categoria: Recentes
Imprimir

Moradores de um terreno em Mussurunga têm convivido com o medo de ficar sem teto. O local – cujo acesso pode ser feito somente pelo Caminho 56 do bairro – é habitado por pescadores e trabalhadores informais.

De acordo com eles, as construtoras que atuam no terreno têm feito um desmatamento irregular na área, prejudicando a fauna e a flora do ambiente, poluindo a lagoa que fica à apenas alguns metros da pequena vizinhança.

No caso da degradação no brejo, a situação é ainda mais grave: a lagoa é importante por ser fonte de renda e alimentação dos residentes, e a poluição interfere diretamente na manutenção de peixes e camarões que habitam o meio aquático.

 

Pagina 10 de 101

<< Iniciar < Ant 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 Próx > Fim >>

Projeto Mata Atlântica

 

Programa Resíduos

 

NUSF

 

 

Congresso Ambiental-Ba

 

Ambiente exclusivo e de acesso restrito a intranet do Ministério Público.

Neste ambiente acesse o Webmail do MP e tenha acesso a nossa ferramenta de comunicação.

Conheça o site do Ministério Público do Estado da Bahia.

Neste ambiente divulgamos a nossa Agenda de Atividades.