Salvador (BA) – Imóveis do Centro Histórico são reformados para uso habitacional

Criado em 27 Março 2014 Escrito por Portal defender.org.br / www.sedur.ba.gov.br Categoria: Nudephac
Acessos: 1512
Imprimir

O Governo do Estado entrega até o final do mês 35 unidades habitacionais, no Centro Histórico de Salvador (CHS), dentro dos programas habitacionais dos Servidores Públicos (Prohabit) e de Interesse Social (Phis). A ação integra um conjunto de 14 propostas do Plano de Reabilitação do Centro Antigo de Salvador, executado pela CONDER, por meio da Diretoria do Centro Antigo (Dircas), visando a recuperação dos imóveis que se encontram em ruínas, desocupados ou subutilizados na região para lhes dar um novo sentido: o uso habitacional, assegurando também sua função social e atendimento à população vulnerável da região.


Ao todo são 31 apartamentos, em 11 casarões situados nas ruas 3 de Maio, São Francisco, 28 de Setembro, Monte Alverne (do Bispo) e Beco do Seminário, que vão atender à demanda por habitação do servidor público estadual. “Esses casarões foram desapropriados, tiveram suas fachadas preservadas e, internamente, foram totalmente reformados, com novas instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias, permitindo o uso residencial com bastante conforto”, explica Beatriz Lima, diretora do Centro Antigo.

Prohabit - O Prohabit é gerido pela Secretaria Estadual de Administração (Saeb), Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur), Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz) e executado pela CONDER. O interessado deve ter, pelo menos, dois anos de serviço público, com remuneração de até cinco salários mínimos. Só é permitido ao servidor comprometer no mínimo 20% e no máximo 30% da renda apurada com a prestação imobiliária. Iniciado em 1997, o programa já atendeu mais de 26 mil servidores.

Phis – Sete casarões serão destinados às famílias de antigos moradores do Centro Histórico. Elas estão sendo beneficiadas, por meio do Programa de Habitação de Interesse Social (Phis). Até sexta-feira, quatro apartamentos serão entregues, sendo que até abril, será concluída a reforma de mais 17 habitações. “Já finalizamos os projetos arquitetônicos e estruturais para a área de habitação social, na Vila Barletta, Rua Capistrano de Abreu e Pilar. Serão 317 novas unidades habitacionais. Os editais de licitação deverão ocorrer até abril, para o início as obras”, declara Beatriz Lima.

Manutenção – A Dircas também realiza o trabalho de reforma de telhados, restauração das fachadas de casarões e monumentos no CHS. Em dois anos, 645 imóveis já foram recuperados, o que corresponde a 72 por cento do total programado para a região do Centro Histórico de Salvador (CHS), que incluem, imóveis do Santo Antônio e das ruas do Terreiro de Jesus, Cruzeiro do São Francisco e Pelourinho. Segundo Beatriz Lima, a manutenção dos casarões é um trabalho constante.

Nesta semana, mais 120 casarões do Santo Antônio serão entregues. Este trabalho soma-se a restauração das fachadas, já finalizadas, das igrejas, localizadas no bairro, a exemplo do Boqueirão, de Nossa Senhora do Carmo e do Santo Antônio Além do Carmo, que ganharam também nova iluminação cênica, executado pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural do Estado (Ipac).

No Terreiro de Jesus, as fachadas da Faculdade de Medicina – a primeira do Brasil -, a Catedral Basílica, a Igreja de São Pedro dos Clérigos, São Domingos e a Igreja da Ordem Primeira de São Francisco já foram recuperadas e também receberam iluminação especial, que se destacam no conjunto durante a noite. Até sexta-feira (28) a Dircas conclui a restauração e pintura da Igreja da Ordem 3ª do São Francisco e da Ordem 1ª do Carmo, além do Cine Excelsior, na Praça da Sé. Ascom Dircas/Conder

Ambiente exclusivo e de acesso restrito a intranet do Ministério Público.

Neste ambiente acesse o Webmail do MP e tenha acesso a nossa ferramenta de comunicação.

Conheça o site do Ministério Público do Estado da Bahia.

Neste ambiente divulgamos a nossa Agenda de Atividades.