Pelo tombamento da Casa de Retiro São Francisco

Criado em 07 Janeiro 2014 Escrito por Bahia Notícias Categoria: Nudephac
Acessos: 620
Imprimir

Com a sanção, pelo prefeito ACM Neto, da lei que permite à prefeitura o tombamento de sítios históricos, espera-se que agora a municipalidade possa tombar a Casa de Retiro São Francisco, construída nos anos 40 do século passado, com recursos doados pela comunidade e cujo engenheiro foi Norberto Odebrecht. O sítio transformou-se em casa de repouso para idosos, que eram cuidados por freiras igualmente idosas. Os freis capuchinhos, grande parte de nacionalidade alemã, que se transferiram para o Recife, entenderam que a Casa do Retiro era de propriedade da ordem. Os Amigos da instituição, em bloco, entraram com um pedido de liminar na Justiça, na medida em que os freis desejavam vender a área para a especulação imobiliária. Ganharam a liminar, mas a ação acabou nas mãos do juiz Ricardo D`Ávila que criou alguns problemas de tal sorte que o assunto será encaminhado para o CNJ – Conselho Nacional de Justiça, se é que ainda não foi. A Casa do Retiro é dos baianos, dos enfermos e daqueles que necessitam de repouso. Mas está fechada por decisão dos freis, que não respeitaram a liminar. Espera-se que, agora, conhecendo a importância do Retiro, ACM Neto decrete o seu tombamento para servir como foi idealizada com recursos do povo nos idos de 1940.

 

‘Imagens dos Vaqueiros da Bahia’ chega a Salvador

Criado em 07 Janeiro 2014 Escrito por IPAC Categoria: Nudephac
Acessos: 654
Imprimir

O estado da Bahia foi o primeiro no Brasil a reconhecer o ofício do vaqueiro como patrimônio cultural (em agosto de 2011), através do Conselho e da Secretaria Estadual de Cultura. Como parte das ações para reforçar esse reconhecimento, a Galeria do Solar Ferrão (Pelourinho) recebe a exposição fotográfica “Imagens dos Vaqueiros da Bahia” que fica aberta ao público de 17 de janeiro a março de 2014. Com seu gibão e chapéu de couro, alpercatas, alforjes, surrões e facão sempre amolado, o vaqueiro é uma figura emblemática do sertão baiano, do nordeste e de outras regiões do país.

 

Rota acessível para deficientes físicos é inaugurada no Centro Histórico de Salvador

Criado em 05 Dezembro 2013 Escrito por Bahia Notícias Categoria: Nudephac
Acessos: 653
Imprimir

A primeira rota acessível do Centro Histórico de Salvador foi inaugurada nesta quinta-feira (5), durante cerimônia em frente à Fundação Casa de Jorge Amado. Com cerca de um quilômetro de extensão, a rota permitirá o acesso de baianos e turistas com deficiência ou mobilidade reduzida às principais ruas do Centro Antigo da capital baiana. Intitulado “Pelô Acessível”, o projeto foi elaborado pela Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH) e integra o Plano de Acessibilidade para o Centro Histórico de Salvador. “Para fazermos essa modificação discutimos com o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac) e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), responsáveis pelo patrimônio histórico. Conseguimos fazer um quilômetro e serão construídos mais 300 metros de vias acessíveis para pessoas com deficiência”, declarou o governador Jaques Wagner durante a cerimônia.

 

Obras históricas são restauradas em Porto Seguro (BA)

Criado em 13 Novembro 2013 Escrito por IPHAN Categoria: Nudephac
Acessos: 453
Imprimir

A Superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, na Bahia (IPHAN-BA), entregou à comunidade de Porto Seguro cinco obras históricas restauradas, que integram o Conjunto Arquitetônico e Paisagístico da cidade. Foram cerca de R$ 850 mil aplicados na conservação e restauro das igrejas de São Sebastião do Caraíva, de Nossa Senhora da Pena, de São Benedito, e no telhado da Casa de Câmara e Cadeia. Também foram realizadas intervenções em 66 imóveis na Praça do Divino Espírito Santo.

 

IPAC e Fundação João Pinheiro dão prosseguimento à proposta de ICMS Cultural

Criado em 18 Novembro 2013 Escrito por IPAC Categoria: Nudephac
Acessos: 644
Imprimir

Mais um importante passo será dado nesta quarta-feira (20 de novembro de 2013) para a inserção do critério `Patrimônio Cultural’ na Lei de distribuição do ICMS na Bahia. Na Casa dos Sete Candeeiros (Centro Histórico de Salvador), serão realizados um encontro de articulação institucional e uma oficina técnica com a presença da Fundação João Pinheiro (FJP) – instituição vinculada à Secretaria de Planejamento e Gestão do Governo de Minas Gerais e contratada pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC) para prestar consultoria no assunto.

O encontro acontecerá das 8h30 às 12h e serão apresentados os objetivos do projeto, além de uma síntese do relatório descritivo e dos pressupostos da criação desse novo critério para a distribuição do ICMS baiano. Já na oficina, que ocorrerá entre 14h e 18h, serão discutidos em grupo os critérios de pontuação para o patrimônio cultural. “O objetivo é obter contribuições para a continuidade do projeto”, informa a diretora de Preservação do Patrimônio Cultural (DIPAT) do IPAC, Elisabete Gándara.

 

Capela de 1811, em Xique-Xique, recebe restauração da Secult-BA

Criado em 12 Novembro 2013 Escrito por IPAC Categoria: Nudephac
Acessos: 534
Imprimir

A capela de Senhora Santana, no município de Xique Xique, no noroeste da Bahia, cuja construção remonta a 1811, quando D. João VI ainda era o príncipe-regente do Brasil e Portugal, está recebendo ações emergenciais do Governo do Estado, graças à Secretaria de Cultura (Secult-BA). A edificação religiosa está localizada na ilha de Miradouro, separada da cidade de Xique-Xique pelo Porto Santana em um canal do Rio São Francisco, e é tombada como Bem Cultural da Bahia, via Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC).

“Esta ação está sendo realizada com cautela, pois o local apresenta grandes sinais de desgaste”, diz a coordenadora de Restauro de Elementos Artísticos (Cores) do IPAC, Milena Tavares. Estavam em avançado estado de deterioração as cúpulas das naves e as pinturas do teto. A construção é considerada um marco na representatividade histórico-cultural do município, localizado a cerca de 520 km de Salvador.

Segundo a restauradora Célia Moura e o arquiteto José Carlos Matta, responsáveis técnicos da obra, já foram realizadas a remoção dos forros de parte da capela, a higienização e a proteção da camada de cores dos materiais removidos. Além disso, o IPAC deve providenciar a sustentação do imóvel. Foi promovido um convênio de cooperação técnica entre o instituto, o município e a paróquia local. “As parcerias e apoios locais para uma intervenção como esta são fundamentais”, explica José Carlos Matta.

 

Pagina 11 de 24

<< Iniciar < Ant 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 Próx > Fim >>

Ambiente exclusivo e de acesso restrito a intranet do Ministério Público.

Neste ambiente acesse o Webmail do MP e tenha acesso a nossa ferramenta de comunicação.

Conheça o site do Ministério Público do Estado da Bahia.

Neste ambiente divulgamos a nossa Agenda de Atividades.